Gestão e Supervisão da Construção

Conferir eficiência, economia, qualidade e sustentabilidade às operações de construção e projetos de investimento.

Décadas de experiência neste setor, em diversas geografias e contextos, permitem-nos oferecer aos nossos clientes modelos de gestão fiáveis, consistentes e otimizados para a implementação dos seus projetos.

 

A Unidade de Gestão e Supervisão da Construção tem como principal objetivo apoiar os clientes na concretização de projetos de construção de empreendimentos diversos, quer públicos ou privados, nos mais diversos domínios, desde grandes projetos de engenharia e de infraestruturas públicas e de transportes, até projetos de urbanização, de edifícios, da indústria, do turismo, redes de água e saneamento, recuperação ambiental, entre outros.

 

Através de uma criteriosa prática de Gestão de Projetos, o Grupo FUTURE poderá apoiar os seus clientes na implementação de um conjunto de metodologias, que incluem processos, documentos e regras, que irão contribuir para que os projetos sejam geridos e executados com sucesso, com devida integração de todos os intervenientes, otimizando recursos e minimizando riscos ao longo de todo o ciclo de vida.

 

Na Supervisão (ou Fiscalização) da Construção, o Grupo FUTURE contribui para um adequado e rigoroso controlo de custos, prazos e qualidade das empreitadas. É ainda corrente associar a esta prestação de serviço a coordenação de segurança em obra e a gestão da qualidade e ambiente da empreitada.

Projetos de Referência

CORREDOR LOGÍSTICO RODOIVA EM PISTA DUPLA ENTRE A VILA DE SAN ANTÔNIO , SEÇÃO II: EL QUEBRANCHAL PONTE SAN JUAN II E, SEÇÃO III PONTE SAN JUAN II, CIDADE DE GOASCORAN , ESTADOS DE LA PAZ E VALLE , HONDURAS

Serviços de consultoria para revisão do projeto e supervisão do Projeto “turn-key” para construção do corredor logístico de rodovia em pista dupla entre a vila de San António, Seção II - El Quebranchal Ponte San Juan II e Seção III - Ponte San Juan II, Cidade de Goascaran, situados nos estados de La Paz e Valle, nas Honduras.
Ver Mais +

NOVO TERMINAL DO AEROPORTO GUARARAPES, EM RECIFE PE

Gerenciamento e Supervisão das Obras de construção do novo terminal e do edifício garagem.
Ver Mais +

AMPLIAÇÃO PRINCIPAL DA PPP TAMOIOS

A Rodovia dos Tamoios é a principal ligação viária dos municípios do Litoral Norte com as demais regiões do Estado de São Paulo.
Ver Mais +

ZANGO 8.000 (CONSTRUÇÃO DE 8000 HABITAÇÕES E TODAS AS INFRAESTRUTURAS EXTERNAS)

Fiscalização da construção das infra-estruturas para as 8.000 (oito mil) habitações, no Zango, município de Viana, província de Luanda.
Ver Mais +

CINCO PONTES DO NAMIBE, COM DESTAQUE PARA A PONTE DO RIO CUROCA (2ª MAIOR PONTE DE ANGOLA)

Trata-se da implantação de 5 (cinco) pontes rodoviárias no troço da Estrada EN-100, com destaque para a ponte do rio Curoca, a 2ª maior ponte de Angola. Ao todo são 1.321 m de extensão de pontes construídas.
Ver Mais +

REQUALIFICAÇÃO DA PRAIA DA NICHA (REQUALIFICAÇÃO DO BAIRRO, DA ORLA E OBRAS DE PROTEÇÃO COSTEIRA)

A requalificação urbana na orla da Praia da Nicha, na província de Luanda, abrange uma faixa costeira de aproximadamente 1.300 m e 50 m de largura de faixa de areia já aterrada, incluindo a construção, reabilitação e manutenção de vias secundárias e terciárias.
Ver Mais +

TERMINAL DE CRUZEIROS DO PORTO DE LEIXÕES E POLO DE MAR DA UNIVERSIDADE DO PORTO

Construção do edifício do Terminal e trabalhos de espaços exteriores e edifício do farolim, para permitir albergar sob o mesmo edifício as funções de terminal de passageiros e as de pólo de investigação marítima ligado à Universidade do Porto.
Ver Mais +

HYDROLIFT - ESTALEIRO NAVAL DA LISNAVE, MITRENA

Execução de obras Marítimas e Terrestres levadas a efeito no Estaleiro Naval da Mitrena, no estuário do Rio Sado – Setúbal, no âmbito do Plano de Reestruturação da Lisnave, denominado "PROJECTO MITRENA 2000".
Ver Mais +
Projeto

CORREDOR LOGÍSTICO RODOIVA EM PISTA DUPLA ENTRE A VILA DE SAN ANTÔNIO , SEÇÃO II: EL QUEBRANCHAL PONTE SAN JUAN II E, SEÇÃO III PONTE SAN JUAN II, CIDADE DE GOASCORAN , ESTADOS DE LA PAZ E VALLE , HONDURAS

Projecto e supervisão
2014 / 2018
Honduras
Honduras Government / INSEP

O “Canal Seco” é o maior projeto rodoviário de Honduras, que une os portos de Porto Cortes no Pacifico ao Porto Calvo no Atlântico, formando um corredor logístico de cargas e gerando economia de transporte entre os dois oceanos e competindo com o canal do Panamá.

São 46 quilômetros de projeto rodoviário, com implantação de pistas duplas, 16 pontes e um conjunto de viadutos chamado “Intercambiador com la carretera CA-5”.

Serviços

Estudos de tráfego, projeto geométrico, de terraplenagem, de drenagem, de dimensionamento do pavimento, de sinalização rodoviária, de estrutura das pontes e viadutos, supervisão da obra durante o período de construção que englobava os quesitos construtivos: qualitativos e quantitativos e o manejo ambiental das obras.

Projeto

NOVO TERMINAL DO AEROPORTO GUARARAPES, EM RECIFE PE

Gestão de projecto
2001 - 2004
Recife, Brasil
INFRAERO

O terminal de passageiros do Aeroporto Internacional Gilberto Freire conta com capacidade para receber 16,5 milhões de passageiros por ano, o que faz do Aeroporto dos Guararapes o maior, em capacidade anual, do Norte-Nordeste do Brasil.[14] Além disso, conta com um pátio de 21 posições de aeronaves dotadas de jetways (conectores climatizados); 64 balcões de check-in e 2120 vagas de estacionamento. De acordo com a Infraero, sua pista tem 3 007 metros de extensão, se configurando como uma das maiores do Brasil em extensão.

 

Serviços

Gerenciamento e Supervisão das Obras de construção do novo terminal e do edifício garagem.

Projeto

AMPLIAÇÃO PRINCIPAL DA PPP TAMOIOS

Supervisão e Fiscalização de Obras
2016 / ongoing
Brasil
ARTESP

A SP-99 conhecida como Rodovia dos Tamoios é a principal ligação viária dos municípios do Litoral Norte com as demais regiões do Estado de São Paulo, onde vivem cerca de 26 milhões de habitantes, formada pelas seguintes sub-regiões: Região Metropolitana de São Paulo, Região Metropolitana da Baixada Santista, Região Metropolitana de Campinas, aglomerações urbanas de Sorocaba, Vale do Paraíba e São José dos Campos.

Serviços

Fiscalização e Supervisão das Obras.

Projeto

ZANGO 8.000 (CONSTRUÇÃO DE 8000 HABITAÇÕES E TODAS AS INFRAESTRUTURAS EXTERNAS)

Supervisão e Fiscalização de Obras
2013 / 2018
Luanda, Angola
Imogestin

Fiscalização da construção das infra-estruturas para as 8.000 (oito mil) habitações, no Zango, município de Viana, província de Luanda.

Serviços

Fiscalização e Supervisão das Obras

Projeto

CINCO PONTES DO NAMIBE, COM DESTAQUE PARA A PONTE DO RIO CUROCA (2ª MAIOR PONTE DE ANGOLA)

Supervisão e Fiscalização de Obras
2009 / 2012
Namibe, Angola
Instituto de Estradas de Angola

Trata-se da implantação de 5 (cinco) pontes rodoviárias no troço da Estrada EN-100, com destaque para a ponte do rio Curoca, a 2ª maior ponte de Angola. Ao todo são 1.321 m de extensão de pontes construídas.

Serviços

Fiscalização e Supervisão das Obras

Projeto

REQUALIFICAÇÃO DA PRAIA DA NICHA (REQUALIFICAÇÃO DO BAIRRO, DA ORLA E OBRAS DE PROTEÇÃO COSTEIRA)

Supervisão e Fiscalização de Obras
2014 / 2016
Luanda, Angola
MINCOP-DNIP

A requalificação urbana na orla da Praia da Nicha, na província de Luanda, abrange uma faixa costeira de aproximadamente 1.300 m e 50 m de largura de faixa de areia já aterrada, incluindo a construção, reabilitação e manutenção de vias secundárias e terciárias.

Serviços

Fiscalização e Supervisão das Obras.

Projeto

TERMINAL DE CRUZEIROS DO PORTO DE LEIXÕES E POLO DE MAR DA UNIVERSIDADE DO PORTO

Revisão do projeto, Fiscalização e Coordenação Segurança em obra
2010 / 2015
Leixões, Portugal
APDL – Administração dos Portos de Douro e Leixões

O Terminal de Cruzeiros de Leixões tem dois objetivos funcionais principais: o aumento de eficácia portuária no segmento dos navios de Cruzeiro e o de ampliar a Integração Urbana com a Cidade de Matosinhos. A área de construção do edifício é de 22 mil m2, a quantidade de betão utilizado foi de 23 mil m3, foram usados 3,7 mil toneladas de aço em armaduras e foram movimentados 25 mil m3 de terras nas escavações. 

Serviços

Revisão do Projecto de Execução, Coordenação e Fiscalização geral, Planeamento e Controlo de Custos, Controlo das Quantidades de Trabalho, Controlo da Qualidade, Coordenação de Segurança em Obra, Controlo Técnico-Administrativo

Projeto

HYDROLIFT - ESTALEIRO NAVAL DA LISNAVE, MITRENA

Supervisão
1998 / 2004
Setúbal, Portugal
LISNAVE

Execução de obras Marítimas e Terrestres levadas a efeito no Estaleiro Naval da Mitrena, no estuário do Rio Sado – Setúbal, no âmbito do Plano de Reestruturação da Lisnave, denominado "PROJECTO MITRENA 2000".

Serviços

Execução de projectos; Gestão, Coordenação e Fiscalização das várias empreitadas

Carlos Prestes

Diretor da Unidade de Negócio de Gestão e Supervisão da Construção

Diretores

${ selected }
  • FUTURE ATP
  • FUTURE BDM
  • FUTURE Proman

Marlos de Góis

Diretor da Unidade de Negócio de Gestão e Supervisão da Construção

Romeu Moura

Diretor da Unidade de Negócio de Gestão e Supervisão da Construção

Carlos Prestes

Diretor da Unidade de Negócio de Gestão e Supervisão da Construção